Paróquia de Ruivães. O que por cá se passa e muitos não sabem!

Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2009
No rescaldo da neve

Recordando o fim-de-semana, cheio de neve, penso nas dificuldades sentidas quanto às deslocações, tanto a pé como de carro.

Foram vários os tombos, escorregadelas, etc. que foram relatados e presenciados.

Tenho de prestar homenagem a algumas das pessoas que muito ajudaram e contribuíram, voluntariamente, para o que era necessário.

O Eurico esteve disponível, vários dias, para conduzir a carrinha todo-o-terreno, dispensada pela Junta de Freguesia, nos serviços de Apoio Domiciliário do Centro Social.

O Berto Perdiz esteve sempre pronto a ajudar, com o seu Jipe, no transporte de funcionárias para o trabalho no Centro Social, para levar-me a Campos para a MIssa e Funeral no Domingo, e para rebocar o meu carro do meio da neve.

O Edgar fez várias viagens para transportar funcionárias entre as suas casas e o Centro Social com o seu carro, equipado com correntes de neve.

Ainda o exemplo da Judite a da Manuela, funcionárias do Centro Social, que, para não faltar ao trabalho, vieram a pé de Salamonde para Ruivães, num percurso atribulado com algumas quedas no gelo.

Muito mais poderia dizer, mas fico-me por aqui.

 

Quero partilhar algumas fotografias da neve e do degelo.

 

No Câmbedo a neve chegou e permaneceu bem junto da água.

 

 

 

O degelo proporcionou imagens espectaculares.

 

 

 

 

 

 

A neve permanece em abundância no lugar de Soutelos

 

e de Zebral.

 

 

Aqui está uma solução curiosa para a neve.

 

 

Até a cera líquida das velas da Igreja ficou congelada.

 


tags: , ,

publicado por Padre às 15:54
link do post | comentar

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

No rescaldo da neve

arquivos
tags

todas as tags

links
as minhas fotos
Fazer olhinhos
subscrever feeds