Paróquia de Ruivães. O que por cá se passa e muitos não sabem!

Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008
Passeio anual do Clero de Vieira do Minho

Depois de muito tempo adiado, realisou-se hoje o passeio/convívio anual dos Sacerdotes do nosso Arciprestado, aproveitando para adiantar o almoço de Natal. Apesar das ausências a equipa foi boa. Participaram: o Padre Nuno (Arcipreste), Padre Albano (Vice-arcipreste), Padre Lameiras (Secretário Arciprestal), Padre Alcino, Padre Zé Alves, Padre Luís Jácome e eu.

O Programa esteve em causa devido à neve que caiu no fim-de-semana, mas acabamos por realizar quase tudo. Depois da reunião nas Cerdeirinhas e de um breve pequeno-almoço, passamos pela Misarela onde, na "ponte do diabo", se recordaram as crenças, lendas e histórias referentes a esta ponte. Daí, percorremos a estrada do lado Este do Gerês até Paradela, admirando a paisagem e parando para ver algum património e curiosidades, como o "Moínho de Cubo vertical" em Xertelo. Depois de Paradela, paramos para admirar, fotografar e brincar na Neve que era abundante. Apesar dos receios, a estrada não causou perigo, já que o Município de Montalegre tinha as estradas bem limpas e desimpedidas da neve.

Tendo chegado a Mourilhe, fomos acolhidos no aconchego do Hotel Rural do Padre António Fontes, onde encontramos várias pessoas à volta do lume, entre as quais o colega Padre Flores (da Arquidiocese de Braga) com a família. O almoço com cozido à portuguesa fez-nos aquecer o corpo e alma, com o Padre Fontes à cabeceira da mesa.

De Mourilhe partimos para Vilar de Perdizes onde o Padre Fontes nos apresentou a recentemente "inaugurada" Rota do Contrabando. Mostrou-nos as Olas e Santa Marinha. Depois, passamos a fronteira para Espanha até Gironda onde admiramos umas alminhas com um quadro muito particular e paramos para "tomar algo". De regresso a Vilar de Perdizes, paramos para visitar a Residência do Padre Fontes que se despediu e mandou-nos embora porque já era tarde e temiamos a neve que começou a cair abundantemente.

Regressamos pelos Pisões com alguma conversa animada e oração. Ainda conseguimos ver, entre as nuvens, o invulgar alinhamento da lua com vénus e mercúrio. Novamente nas Cerdeirinhas, despedimo-nos com o fraterno "até amanhã", partindo cada um para as suas Paróquias.

A Comunhão fraterna e sacerdotal cimenta-se não só com trabalho pastoral mas também com momentos de convívio como este.

Recordo os momentos deste dia com algumas imagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por Padre às 23:32
link do post | comentar

Sábado, 29 de Novembro de 2008
Neve na Serra

Ainda agora começa o Advento e já "cheira" a Natal!

Quando estive em Toronto diziam-me que o Natal não tinha alegria sem Neve. Pois hoje acordei com um belo manto de Neve a cobrir toda esta região, até o carro estava coberto dela.

Fui à botica e lá consegui chegar. Depois fui a Espindo mas o carro não quiz subir até à Capela, fui a pé e cheguei atrasado alguns minutos para a Missa. Entretanto, rumei até Friande para ajudar no serviço de Confissões. Após o almoço com colegas da Póvoa de Lanhoso fiz-me à estrada para ensaiar com as crianças da Catequese em Salamonde, que vão animar a Missa amanhã. Depois, regressei a Ruivães para acabar de preparar as dinâmicas para o Advento, estar algum tempo no ensaio do Grupo Coral Paroquial, e fazer o Boletim informativo para as paróquias. Às 17 horas consegui chegar a Zebral para a Missa Vespertina. De regresso a casa, jantei, coloquei aqui as informações do Boletim paroquial e vou descansar. Consegui fazer tudo.

Relato tudo isto para dizer que, apesar andar quase todo o dia no meio da Neve, não tive tempo para a admirar como gostaria, nem para tirar fotografias. Mas outros tiveram e partilharam, como no Blog Vila de Ruivães

Amanhã, vou tentar chegar a Campos para a Missa pela manhã. Terei de sair mais cedo para o caso de ir a pé.



publicado por Padre às 22:11
link do post | comentar

Domingo, 16 de Novembro de 2008
Eu Padre!?

(...) - Olha lá, não queres ser padre? (...) - EUUUUUUUUUUU!!!??? (...)

 

Ver Texto em: Asas da Montanha

 



publicado por Padre às 23:17
link do post | comentar

Foram ter com o Bispo da sua Diocese

(...) - Estão aqui pessoas novas, certamente com filhos crianças ou jovens. Já pensaram em oferecer a Deus um filho se Ele assim quiser?
As pessoas olharam-se embaraçadas. Depois, uma senhora ganha coragem e adianta-se:
- Ó senhor Bispo, eu nem quero pensar numa coisa dessas! Tenho só um filho e, se ele fosse padre, eu ficaria sem netos!...
- Ai, eu tenho três rapazes, mas não me agrada nada a ideia de ver algum deles padre! - acrescentou, convicto, um dos homens presentes.
(...)
 

Ver Texto em: Asas da Montanha

 



publicado por Padre às 23:11
link do post | comentar

Não há vida como a de padre!

Ouve-se aqui e ali, muitas vezes na brincadeira, "não há vida como a de padre!" Muitas vezes também respondo a brincar: "Então há muito palerminha. Se é tão bom, por que será que há tão poucos pretendentes!? E olha que aqui não há desemprego!" (...)

 

Ver Texto em: Asas da Montanha

 



publicado por Padre às 23:07
link do post | comentar

Nem pensar

(...) Bem poderias ir para padre. Davas um bom padre. Já te imaginaste meu colega? (...) Nem pensar. Já viu o que os padres passam, o que os padres têm de aturar?! Nem pensar. (...)
 

Texto integral em: Confessionário dum Padre



publicado por Padre às 22:58
link do post | comentar

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Passeio anual do Clero de...

Neve na Serra

Eu Padre!?

Foram ter com o Bispo da ...

Não há vida como a de pad...

Nem pensar

arquivos
tags

todas as tags

links
as minhas fotos
Fazer olhinhos
subscrever feeds